29/09/2011

Operação Copaíba

Foto: assessoria PF/AC
Polícia Federal, IBAMA, Exército, ICMBio e Funai deflagram ação contra extração de madeira em comunidades indígenas no Acre.

por O Rio Branco, 29/09/2011

A Polícia Federal, juntamente com o IBAMA, o Exército Brasileiro, o ICMBio e a Funai, realizou, no período de 19 a 29 de setembro de 2011, a Operação Copaíba, que contou com participação de aproximadamente 50 servidores de todos os órgão envolvidos. A operação visou apurar denúncia realizada pela Associação Apiwtxa da Comunidade Indígena da Aldeia Ashaninka de extração ilegal de madeiras em terras brasileiras, veiculada em site, bem como o patrulhamento aéreo da fronteira Brasil /Peru.

Tendo em vista o teor da denúncia, o histórico de extração ilegal de madeiras na região e a necessidade de utilizar o elemento surpresa para eficácia da ação, foi adotada a estratégia operacional de infiltração terrestre da Equipe Operacional dos órgãos envolvidos, no local do suposto crime ambiental, realizada por caminhada na selva de aproximadamente seis horas. Além da infiltração, houve sobrevôo de helicóptero, aeronave fornecida pelo IBAMA, nas áreas objeto da denúncia e da fronteira Brasil/Peru.

O teor da denúncia que motivou a ação não se confirmou, porquanto não foi encontrado qualquer indício da prática ou tentativa de crime de extração ilegal de madeira em território brasileiro, apesar de haver histórico de extração ilegal realizada em terras brasileiras por madeireiros peruanos.

É certo que está havendo extração de madeira do lado peruano, nos locais que puderam ser avistados no sobrevôo de helicóptero na fronteira Brasil/Peru, contudo, não há indícios de extração em terras brasileiras.

Apesar de não ter sido encontrado sinais de desmatamento em terras brasileiras na faixa de fronteira fiscalizada, a missão mostrou a articulação e sintonia entre os órgãos envolvidos e a efetiva presença do Estado Brasileiro na faixa de fronteira, diretriz firmada pela Presidente da República Dilma Rousseff ao reconhecer a faixa de fronteira como zona prioritária para atuação dos órgãos federais.

O nome da Operação Copaíba é uma alusão à Copaíba, uma árvore conhecida como antibiótico da mata e alvo da ação dos madeireiros em razão do alto valor econômico.

Leia Nota da Assessoria da PF/AC aqui:Operação apura extração ilegal de madeira em terras brasileiras

Um comentário:

sergio disse...

Se você tem Smart TV esse é o site www.tvhd.com.br