19/01/2017

ASSEMBLEIA DA APIWTXA PLANEJA UM 2017 DE INTENSO TRABALHO EM BENEFÍCIO DA FLORESTA E DE SEUS POVOS E COMUNIDADES

De 17 a 22 de dezembro último, a Comunidade Ashaninka do Amônia reuniu-se na aldeia Apiwtxa para a realização das assembleias anuais da Associação Apiwtxa e da Cooperativa Ayõpare.
O evento reuniu os membros da Comunidade para reflexões que abrangeram desde um balanço geral e avaliação das atividades realizadas em 2016, até um planejamento das ações projetadas para o ano que se inicia.

De modo geral, os Ashaninka da Apiwtxa manifestaram-se satisfeitos em relação ao que vem sendo realizado pela Comunidade em benefício de seu fortalecimento político e institucional, em prol da consolidação de sua autonomia, e no campo da gestão territorial.

Dentre os avanços destacados pela retrospectiva das ações em curso, foram destacados resultados obtidos por meio de ações de vigilância, intercâmbios com outros povos indígenas, incrementos relativos ao Plano de Gestão Territorial e Ambiental, atividades de manejo, registro e veiculação da cultura Ashaninka, atividades de formação, estreitamento da aliança com os Ashaninka do Peru, com as comunidades da Reserva Extrativista do Alto Juruá, e com outras comunidades indígenas vizinhas. Muitas dessas atividades foram realizadas com apoio de parceiros, como o BNDES, a Fundação Banco do Brasil, etc.
Em 2017 a Apiwtxa seguirá trabalhando firme para consolidar os resultados já alcançados, bem como para conquistar novos avanços. Alguns dos desafios que estão colocados para a agenda do próximo ano referem-se, por exemplo, à saúde, ao acesso à água, à gestão de resíduos, a incrementos necessários para o desenvolvimento de atividades produtivas (manejo florestal, de fauna e pesca e de sistemas agroflorestais) e à potencialização dos resultados por meio das alianças estratégicas com comunidades vizinhas. Outro ponto de fundamental atenção para a Comunidade será o conjunto de investimentos a serem destinados à melhoria do funcionamento da Cooperativa Ayõpare, que segue em crescente processo de qualificação e aprimoramento de resultados.
O primeiro semestre desse ano que se inicia promete ser bastante intenso para os membros da Apiwtxa. A agenda de 2017 já possui inúmeras atividades programadas, demandando a continuidade da disciplina e organização que os Ashaninka da Apiwtxa adotam como método para desenvolver sua missão, finalidades e objetivos.

A ideia é intensificar os trabalhos, as parcerias e alianças, e fortalecer as redes que atuam no sentido da conservação e recuperação da floresta, com a valorização de seus povos, a proteção dos territórios e a autonomia das comunidades que vivem na região.
Fotos de Carolina Comandulli

Um comentário:

Daniel Oliveira disse...

Como posso fazer para ser um voluntário na região e ajudar a comunidade por uns dias?